ESTUDO PARA PERSPECTIVAS ESPAÇO-TEMPORAIS

Versão inicial apresentada no Paço Imperial, Rio de Janeiro: Ação e apropriação fotográfica.
Díptico, Impressão em C-41 no papel metálico,
200cm x 40cm cada,  2006.

Apresentação atual: em caixa de madeira e vidro,
dimensão total de 230cm x 128cm
2018

A reprodução à esquerda corresponde à obra original; e à direita vemos seu estado atual, acondicionada em uma caixa hermética para restringir a propagação de microrganismos.

 

Concebido como um “site-specific-work” apresentado no Paço Imperial, no Rio de Janeiro, esse trabalho faz parte da série posterior À Curta Distância.

 

Consiste na comparação entre dois quadros verticais: uma vista aérea da zona compreendida entre Rio e Niterói no ponto em que é realizada a travessia das barcas e, do outro lado, uma sequência de fotos panorâmicas tiradas ao percorrer esse trajeto na barca.

 

O percurso foi cronometrado e os valores aferidos estão registrados no canto inferior direito de cada imagem, indicando a que “distância temporal” aquele momento está do Paço Imperial na travessia que fiz. Assim, forneço uma referência de quanto tempo se passou em determinados pontos do percurso a partir do zero, que é o local onde o trabalho estaria exposto. A sequência se inicia no próprio espaço expositivo dando costas ao futuro lugar em que as imagens seriam vistas.

 

Uma vez que o projeto consiste numa proposição “in situ”, ele perde sua coerência fora da especificidade do seu local de apresentação e, por essa razão, nunca mais foi exposto. Estava apenas armazenado no corredor do atelier como um resquício processual – uma espécie de documento em escala natural. No entanto, ao ser atingida pelo vazamento d’água, a obra adquiriu outras camadas de significado que a desvincularam de seu compromisso com a especificidade ambiental inicial.

© 2017 por Denise Gadelha.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon