SEM TÍTULO (1999)

Fotomontagem analógica (C-41)
 com colagem manual sobre base de madeira.
Dimensão e data original: 70cm x 84cm, 1999

A obra considerada pós o acidente está acondicionada em caixa de madeira e vidro. Dimensão total:120 x 134cm, 2018

 

Este foi o primeiro trabalho de uma série desenvolvida nos anos em que me mudei para o apartamento arrasado. Consistia na total fragmentação para posterior reconstituição de imagens fotográficas analógicas, realizada no período em que a fotografia digital começou a se disseminar no Brasil. Todo o processo era manual, desde a captura, ampliação e montagem. A colagem não implicava em adição ou descarte de elementos; apenas restituía a foto integralmente com alguns fragmentos em outras posições.

 

O gesto de dividir a representação em unidades de igual tamanho com variações na remontagem sugere a relativização geral dos pontos de referência. Até mesmo os documentos e memórias estão sujeitos à arbitrariedade das circunstâncias interpretativas. A escolha pelo uso de imagens de céus, na série que este trabalho inaugura, ressoa o simbolismo arquetípico associado ao infinito, ao intangível e, ao mesmo tempo, faz referência ao horizonte comum a todos.

 

Com o incidente que dissolveu boa parte da emulsão química desta fotografia, o excesso de umidade provocou também visíveis ondulações na estrutura. A fim de evidenciar a peculiaridade do movimento, a peça foi colocada com certo afastamento do fundo em uma caixa de madeira, para que sua sombra projete o contorno abaulado. Esta e a próxima obra são as únicas originais na exposição.

© 2017 por Denise Gadelha.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon